A alimentação e os dentes


Os alimentos, aliados à prática de esportes, são a base de uma vida sadia e com qualidade, bastando, para isso, conhecer e escolher o que comemos.

Infelizmente, nos países em desenvolvimento como o Brasil, a educação do povo deixa muito a desejar. Entre nós está disseminado o hábito de consumo daquilo que os nutricionistas chamam de energia vazia, o conhecido açúcar, alimento que não traz vantagem ao organismo a não ser a própria energia.

O açúcar pode ser substítuido com vantagem por legumes, verduras, cereais e proteínas, que levam ao organismo não só a energia, mas também, vitaminas, proteínas e sais minerais necessários ao desenvolvimento perfeito de todo o organismo.

Na área odontológica a alimentação é importantíssima pois é ela que provoca o exercício dos músculos mastigatórios, a produção de saliva (substância que possui anticorpos anticárie) e a auto limpeza produzida pelo atrito provocado pelos alimentos sobre os dentes.

Para obtermos todos estes benefícios, é importante escolhermos bem os alimentos que ingerimos. A consistência do alimento também é importante pois, quanto maior dificuldade de mastigar devido a dureza do alimento, maior será o exercício para os músculos e maior o massageamento causado nas glândulas salivares.

Hoje, com o novo código de defesa do consumidor, ficou mais fácil a identificação dos alimentos que consumimos, os fabricantes tem a obrigação de descriminar na embalagem a composição de seua produtos, bem como a validade. No próximo número estaremos falando dos tipos de alimentos e como escolher o melhor produto para nos proporcionar uma vida com mais saúde.


Voltar ...


Nota: Todas as informações que compõem o conteúdo do site OdontoWeb têm caráter meramente informativo e ilustrativo. Nenhuma informação contida no site OdontoWeb deverá ser utilizada, sob hipótese alguma, para a execução de diagnósticos médicos, e de quaisquer outros procedimentos relacionados à saúde. Para tanto, sempre consulte e visite regularmente seu dentista.