Primeira consulta ao dentista


A prevenção contra cáries e doenças nas gengivas começa no bebê, antes mesmo de nascer o primeiro dente. A primeira consulta ao dentista deve ser feita o mais precocemente possível. Segundo a dentista Marilza Vianna Moura, deve acontecer por volta dos quatro meses de idade, para que o profissional avalie as condições gerais que interferem na saúde bucal e dê orientações sobre a limpeza da mucosa do bebê e também sobre alimentação.

“A cárie é uma doença crônica infecto-contagiosa que independe da idade. O cuidado deve começar cedo porque a atenção precoce educativa e preventiva é mais eficaz no primeiro ano de vida. Por isso, os pais devem levar seu filho ao consultório dentário mesmo antes de nascer o primeiro dentinho para que recebam instruções e orientações em relação à dieta alimentar, amamentação noturna, desmame, higienização, contaminação mãe-filho e outras medidas”, destaca a Dra. Marilza Vianna.

Ainda de acordo com a especialista, a atenção deve estar presente desde a gestação para que os pais possam criar um ambiente favorável à saúde bucal. “Para isso, uma medida fundamental é higienizar a boca do bebê com uma gaze umedecida com água filtrada e fervida, após cada mamada”, ensina.

O presidente da Associação Brasileira de Odontologia (ABO), Léo Virgílio Furtado de Oliveira, tem opinião semelhante. “O atendimento odontológico precoce deveria ser uma realidade para melhorar a saúde bucal no Brasil”, afirma.

Criança de um ano já pode usar escova de dentes

A Dra. Marilza Vianna Moura ensina que o uso da escova deve ser introduzido, gradativamente, a partir da formação dos quatro primeiros dentes anteriores, que ocorre por volta de um ano de idade. A limpeza deve ser feita após toda refeição e à noite, antes de dormir, pois durante o sono a salivação e a deglutição diminuem, aumentando a agressevidade dos microorganismos produtores da doença bucal.

A escova infantil deve ser macia, ter cabeça pequena e cabo reto para facilitar a limpeza de todas as regiões da boca e ser trocada a cada dois meses. As pastas devem conter flúor, pois são essenciais para proteger contra a cárie. De acordo com a Dra. Marilza Vianna, os pais devem colaborar com a escovação dos dentes dos filhos até que a primeira dentição esteja completa, o que ocorre por volta dos dois anos de idade. A partir daí, deve sempre supervisionar a escovação.“Uma criança pequena não tem coordenação motora suficiente para remover bactéria, por isso um adulto deve sempre verificar a escovação, principalmente antes de dormir, até pelo menos os 12 anos”, opina.

Fio dental deve ser usado antes ou depois da escovação?

O fio dental, de acordo com a odontologista, também deve ser usado desde cedo. “Começa com a erupção dos primeiros molares, sempre feito pelos pais. Somente a partir da formação da dentição definitiva, aos 12, 13 anos, a criança pode usar sozinha o fio dental”, esclarece. E fio dental deve ser usado antes ou depois da escovação? “Tanto faz. O importante é que seja usado. O uso do fio é absolutamente necessário para remover a placa nas faces dos dentes onde a escova não alcança”, alerta.

Dente de leite também deve ser tratado clinicamente

É comum achar que porque o dente é de leite e vai cair não deve ser tratado. “Em caso de cárie, o dente decíduo, chamado popularmente de dente de leite, tem que ser tratado clinicamente, para prevenir a perda precoce, que, entre outros problemas, pode gerar dentes desalinhados. E mais tarde isso pode provocar, por exemplo, dores de cabeça, problemas de respiração e de dicção”, afirma a dentista.

Mais difícil do que convencer a criança da importância da escovação e do uso do fio dental, é fazê-la perder o medo do dentista. “Se os pais levarem seus filhos desde bebês ao dentista, para iniciarem tratamento preventivo e não apenas em situações de emergência, eles não terão medo. Com certeza, a prevenção é a melhor forma prevenir traumas”, afirma.

A Dra. Marilza Vianna Moura diz ainda que a alimentação e cigarros também influem na conservação dos dentes. “A alimentação deve ser balanceada em qualquer idade. Devemos, por exemplo, substituir doces por frutas já que o açúcar refinado é um inimigo dos dentes. Quem quiser ter uma boa saúde bucal também não deve fumar, porque existem pesquisas confirmando os malefícios do fumo ”, avisa.


Voltar ...


Nota: Todas as informações que compõem o conteúdo do site OdontoWeb têm caráter meramente informativo e ilustrativo. Nenhuma informação contida no site OdontoWeb deverá ser utilizada, sob hipótese alguma, para a execução de diagnósticos médicos, e de quaisquer outros procedimentos relacionados à saúde. Para tanto, sempre consulte e visite regularmente seu dentista.