Mau hálito: Chegue mais perto


O que é?

Só mesmo a mãe ou o melhor amigo são capazes de revelar ao desavisado que ele sofre de mau hálito. Na hora, o embaraço é enorme. A sensação é de isolamento total. Os dados estatísticos, porém, provam que 20% a 30% das pessoas sofrem de halitose crônica. É causada por bactérias bucais, responsáveis pela liberação de gases de enxofre e, conseqüentemente, pelo mau cheiro. Nem sempre o gosto amargo, que às vezes surge na boca, é sinal de mau hálito. Quase todas as pessoas têm um mau hálito passageiro. Pode ser ao acordar, após um longo período sem ingerir alimentos ou líquidos ou depois de comer temperos fortes.

Causas

A falta de atividade bucal, causada por longos períodos em jejum, típica de quem faz uma dieta desmedida, pode aumentar a quantidade de bactérias da boca. A ausência de saliva, provocada por alguns remédios de uso constante, como os calmantes, também contribui. O estresse emocional pode gerar o distúrbio, assim como a atividade física intensa, secreção nasal na base da língua, higiene bucal precária, doenças da gengiva, limpeza incorreta de dentaduras e aparelhos removíveis, e problemas respiratórios.

Tratamento

O primeiro procedimento é medir, através de um aparelho, a concentração dos gases de enxofre na boca. A segunda avaliação é feita independentemente por dois profissionais treinados, que classificam o hálito da pessoa de acordo com uma tabela. O terceiro passo é solicitar a ajuda de alguém próximo, para dizer com que freqüência percebe o odor desagradável.

Sem disfarces

Geralmente é possível acabar com o mau hálito de três a quatro semanas. O tratamento inclui, entre outras recomendações, o aumento do fluxo salivar, usando spray, gel, bochecho ou remédios; fazer a higiene bucal corretamente; beber bastante água; tratar as infecções gengivais; realizar bochechos para combater os gases de enxofre; solucionar os problemas respiratórios. Usar disfarces, como chicletes e balas não resolvem o problema, principalmente se for crônico.


Voltar ...


Nota: Todas as informações que compõem o conteúdo do site OdontoWeb têm caráter meramente informativo e ilustrativo. Nenhuma informação contida no site OdontoWeb deverá ser utilizada, sob hipótese alguma, para a execução de diagnósticos médicos, e de quaisquer outros procedimentos relacionados à saúde. Para tanto, sempre consulte e visite regularmente seu dentista.